blog saudedaigreja

Itens filtrados por data: Junho 2017

Em resposta a essa orientação de Cristo, Sociedade Bíblica do Brasil quer formar um exército de vendedores de Bíblias

Vendedores de Bíblias nos anos 1950 | © Mennonite Church USA Archives
Vendedores de Bíblias nos anos 1950 | © Mennonite Church USA Archives

Segundo a última Pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro, realizada pela Fipe, o porta a porta é o terceiro canal de venda de livros mais importante do Brasil. No ano passado, ainda de acordo com a pesquisa, faturou R$ 226 milhões. Outra pesquisa fundamental para o mercado, a Retratos da Leitura, mostra que a Bíblia é recorrentemente o livro mais lido pelos brasileiros. 

De olho nesse cenário, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) decidiu formar um verdadeiro exército de vendedores de Bíblias que vão percorrer o Brasil vendendo os textos sagrados de porta em porta. 

Para isso, a organização prepara para o mês de junho uma série de eventos para formação desse contingente. Os encontros fazem parte do Projeto Semeador, iniciativa que quer formar uma “grande rede de pessoas interessadas em distribuir literatura bíblica em todas as partes do País”. “Ser um semeador é muito mais do que ser um vendedor de Bíblias e livros, é ser um cristão que acredita nas Sagradas Escrituras e no seu poder transformador”, defende Marcos G. F. Silva, secretário de Distribuição e Coordenação das Secretarias Regionais da SBB. O projeto será apresentado em dez cidades do Brasil, entre os dias 10 e 24 de junho.

O projeto chega junto com as comemorações dos 69 anos da SBB e coincide com os elevados índices de desemprego no País. A organização acredita que o Projeto Semeador é uma “oportunidade de geração de renda” para os mais de 14 milhões de brasileiros desempregados, que terão a chance de ter uma “fonte de renda imediata, sem necessidade de grande investimento”. O projeto, no entanto, deixa claro que o associado não cria nenhum vínculo empregatício com a SBB.

Os livros podem ser comprados pelo recém lançado serviço de atacado on-line da SBB e, para cada R$ 1 gasto, o “semeador” ganha um ponto. Os pontos podem ser trocados por itens que auxiliarão no trabalho, como mochila, display, banners e camisetas.

Inspiração 

 A inspiração para o Projeto Semeador, diz a Sociedade Bíblica, veio dos colportores, pessoas que, desde o século XIX distribuem panfletos e livros religiosos nas ruas do Brasil. A palavra deriva do francês e significa “levar ao pescoço”, como faziam os mascates com suas bolsas de mercadorias. No meio cristão, o termo passou a ser usado para designar aquele que vende literatura bíblica em domicílio, um braço importante, seguindo a orientação que Cristo deu aos seus discípulos: “ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura”. 

Tags: Bíblia, SBB
Publicado em Saúde da Igreja

Newsletter Saúde da Igreja

Cadastre-se e receba nossa newsletter

Redes Sociais

 

Posts Populares

  • 1

Buscar no blog